Romero Jucá: conheça meu trabalho por Roraima

Uma pesquisa realizada pela ecGlobal mostrou que o WhatsApp é considerado como a marca mais amada entre os brasileiros. São mais de 120 milhões de pessoas usando o aplicativo que está presente em 99% dos celulares no país.

Em tempos de pandemia em que as pessoas precisam manter distanciamento social enquanto todas não são vacinadas contra a Covid-19, o WhatsApp se consolidou como canal de interação social, vendas e informação.

Romero Jucá, presidente do MDB em Roraima, foi um dos pioneiros em Roraima no uso do aplicativo para contato com a população. Na campanha eleitoral de 2018, ele lançou o SAE – Serviço de Atendimento ao Eleitor.

No ano seguinte, o canal se transformou no Fale com Jucá e hoje conta com mais de 3.500 cadastros voluntários com a participação de pessoas de todo o Estado.

O presidente do MDB/RR usa o Fale Com Jucá para mostrar seu dia a dia, prestar contas do trabalho realizado, expressar opiniões e compartilhar notícias. O contato de Jucá é o número 95 99146 0156.

“Há muitos assuntos que converso com as pessoas. Elas recebem minhas notícias, interagem comigo. Nesse momento que vivemos de pandemia, a lista de transmissão tem sido fundamental para eu manter a proximidade com a população”, falou Jucá.

Jucá no Celular
Jucá faz questão de acompanhar as mensagens

Faça Parte

O Fale com Jucá é uma lista de transmissão de conteúdos onde é possível tirar dúvidas, enviar comentários e sugestões. Para receber os conteúdos, o número 95 99146 0156 precisa estar salvo na agenda do celular.

“Faço questão de acompanhar as mensagens. Claro, que algumas vezes, a rotina não permite responder todo mundo pessoalmente. Por isso, também tenho uma equipe que me ajuda nesse atendimento. Mas, sempre que posso envio um áudio para a pessoa saber que realmente está falando comigo”, disse.

Fale com Jucá
O contato também serve para o Telegram

Demandas

O tema dominante no canal é o enquadramento. Jucá foi autor da PEC 199 que deu origem à Emenda Constitucional 98, garantindo esse direito aos servidores que mantiveram vínculo com o Ex-Território Federal entre outubro de 1989 e outubro de 1993.

Alguns usuários também solicitam apoio para a realização de serviços que são de competência de órgãos executivos, como as prefeituras municipais ou mesmo o Governo do Estado.

“Quando estava no Senado Federal, o mandato me dava condição de auxiliar mais. Por exemplo, pedido para asfaltar um bairro, eu já sabia que tinha que trabalhar junto com a Prefeitura para buscar recursos e atender a essa demanda. Hoje, fazemos os encaminhamentos, orientando as pessoas sobre a competência de cada órgão e onde ela pode obter o serviço que precisa”, esclareceu Jucá.