Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
04/07/2017

Mosca da Carambola - Ministério da Agricultura libera 11 municípios de Roraima para comercializar frutas

Mosca da Carambola - Ministério da Agricultura libera 11 municípios de Roraima para comercializar frutas

Instrução Normativa será publicada no D.O

 

Brasília – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), deverá publicar nos próximos dias uma Instrução Normativa (IN) estabelecendo os critérios para liberação de  onze municípios de Roraima da zona de quarentena para mosca da carambola. A medida poderá liberar a exportação de frutas para outros estados. Ficarão de fora da instrução, os municípios de Pacaraima, Uiramutã, Bonfim e Normandia que ficam em zona de fronteira, considera de risco para praga. A boa notícia para os produtores de Roraima, foi comunicada pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá, responsável pela liberação de verbas para o Ministério da Agricultura, quando foi relator do Orçamento da União em 2015. “Esta liberação é uma luta antiga dos produtores de fruta. A decisão vai melhorar nossa economia, gerar  empregos e possibilitar mais renda ao agricultor”, disse.

 

Jucá ressalta ainda que as áreas de produção de frutas necessitam do controle contínuo do Governo do Estado por meio da Aderr - Agência de Defesa Agropecuária de Roraima. As exigências e critérios do ministério da agricultura, em relação a liberação dos municípios em Roraima, serão detalhados no texto da Instrução Normativa a ser publicada no Diário Oficial da União.

 

Mosca da Carambola

 

A mosca da carambola (Bactrocera carambolae) é originária da Indonésia, Malásia e Tailândia. Em 1996 foi registrada pela primeira vez no Brasil e entrou em Roraima no fim do ano de 2010, gerando grandes prejuízos a produtores de frutas que eram comercializadas para fora do Estado, como é o caso da manga.

As principais frutas hospedeiras são: carambola, manga, goiaba, amendoeira, jaca, taberebá, laranja, abiu, jambo, cajú, tomate, tangerina e maçaramduba.

Essa é considerada uma das piores pragas que podem existir dentro da fruticultura. A praga não traz riscos à saúde humana. O prejuízo é unicamente financeiro. Os países que compram frutos do Brasil não aceitam frutos das regiões que têm a mosca da carambola.

Enviar comentário:



acompanhe o senador