Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
22/02/2018

CNI discute agenda legislativa para 2018

Foto: Tiago Orihuela
CNI discute agenda legislativa para 2018

Brasília – Empresários e líderes partidários discutiram nesta terça-feira (6) assuntos que podem ser apreciados pelo Congresso este ano, como a reforma da previdência, mudanças na reforma trabalhista e privatização da Eletrobrás. O evento para antecipar a agenda legislativa é organizado pela Confederação Nacional da Indústria há 23 anos.  O objetivo é conhecer matérias que o Senado e Câmara poderão votar, e que possam impulsionar a economia e geração de empregos.

 A indústria brasileira representa 21 por cento de toda riqueza do país e gera 5,6 milhões de empregos diretos .

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB/RR),  foi  convidado como palestrante, para discutir as propostas do Congresso. Também os deputados André Figueiredo do PDT do Ceará e Efrain Filho do DEM da Paraíba.

Segundo Romero Jucá, durante este ano a expectativa é votar a Lei Geral das Telecomunicações e as dívidas dos estados. Também a simplificação tributária, e medidas provisórias como a que possibilita a privatização da Eletrobrás. “ Há ainda a Medida Provisória da reforma trabalhista. Há compromisso em não trazer de novo o imposto sindical mesmo que surjam emendas. Outras medidas de ajuste fiscal que precisam ser feitas. O governo está preparando uma agenda. Tenho um projeto sobre a independência do Banco Central com duplo mandato, que também poderá ser analisado”, detalhou.

Durante sua palestra Jucá explicou que este ano será curto em relação a agenda legislativa, devido as eleições. “Teremos um esforço concentrado a partir deste mês. O planejamento para o ano é muito importante para ser feito. O governo já está trabalhando na agenda”.

Enviar comentário:



acompanhe o senador