Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
29/06/2017

Brasil assina acordo de cooperação técnica com Guiana

Brasil assina acordo de cooperação técnica com Guiana

Brasília –  Brasil e Guiana firmaram nesta quarta-feira ( 28 ) acordos de  controle fitossanitário e de cooperação de serviços aéreos, durante visita ao país do Vice-Presidente e Ministro das Relações Exteriores da Guiana, Carl Greenidge, e do Ministro de Infraestrutura, David Patterson. Os representantes da Guiana foram recebidos no Itamaraty, pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), e pelo líder do governo no Senado Romero Jucá (PMDB/RR).

 

No encontro, foram examinados os principais projetos e iniciativas da agenda bilateral nas áreas de cooperação técnica, infraestrutura, comércio e investimentos, além de temas de interesse comum das agendas regional e global.

 

Foi assinado, durante a visita, Ajuste Complementar para cooperação em agricultura, com foco na certificação de sementes, na análise de risco de pragas e na modernização dos serviços fitossanitários da Guiana, e  ainda,  Acordo de Serviços Aéreos Brasil-Guiana, que multiplicará as rotas aéreas entre os dois países.

 

Na área de infraestrutura, a prioridade de ambos os países é o projeto de pavimentação de trecho de 420 quilômetros da estrada Lethem-Linden, que conecta o estado de Roraima à capital da Guiana, Georgetown. “ Defendo este projeto já anos, pois significa um grande avanço para nossa economia e melhoria de vida para nossa população”, afirmou o líder do governo Romero Jucá, em entrevista após o encontro.  O projeto facilitará o acesso das exportações agropecuárias dos estados do Amazonas e Roraima aos mercados norte-americano e caribenho, ao encurtar a distância entre essa região do Brasil e o Atlântico.

Além disso, será um poderoso fator de dinamização da economia na região de fronteira e contribuirá para incrementar o comércio e os investimentos entre os dois países.

Enviar comentário:



acompanhe o senador