Os 10 anos da Lei Maria da Penha devem ser comemorados reforçando as ações em defesa da mulher e proteção contra a violência. Respeito e dignidade para todas.

Cumprimos a promessa e aprovamos o PLC 38 que iguala a remuneração de bombeiros e militares do ex-território de RR com o Governo do DF. Uma grande conquista

Tv Rádio Jornais
Pronunciamentos Matérias Relatadas Projetos Currículo
Notícia
Aumentar tamanho fonte Diminuir tamanho da fonte
25/04/2017

Assinado certificado de Roraima livre de Febre Aftosa com vacinação

Foto: Fátima Rocha
Assinado certificado de Roraima livre de Febre Aftosa com vacinação

 Brasília – O ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA,  liberou  nesta terça-feira (25), o certificado de Estado Livre de Febre Aftosa para Roraima. A cerimônia de assinatura do documento ocorreu na sede do ministério, com a presença do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB/RR), representantes do governo de Roraima  e de  diversos parlamentares, além de técnicos do ministério da Agricultura.

 
A conquista do atual status só foi possível devido aos investimentos do Governo Federal, através de ações desenvolvidas há anos, pelo senador Romero Jucá,   auxiliando  o Governo do Estado no recebimento de vacinas para febre aftosa e no apoio aos profissionais da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), e da Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Roraima. “ É uma vitória principalmente para nossos produtores e o coroamento de um trabalho em equipe. São anos de luta, com o comprometimento de ex-governadores de Roraima, e dos ex-ministros da agricultura, Toninho Andrade, Neri Geller, Kátia Abreu. Tudo isso para culminar com esta vitória que foi assinatura do documento pelo ministro Blairo Maggi. Um grande dia que merece ser de fato comemorado”, disse o líder Romero Jucá.
 
Após a cerimônia de assinatura da instrução normativa, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi ressaltou o trabalho do senador Romero Jucá para que Roraima atingisse o status de livre de febre aftosa com vacinação.” Foi marcação acirrada do Jucá, cobrando sempre investimentos e a liberação deste certificado, mostrando seu compromisso com os produtores do Estado”, disse.
 
Segundo a Instrução Normativa número 16 de 24 de abril de 2017, a zona livre de Febre Aftosa com vacinação será submetida em seguida à Organização Mundial de Saúde Animal – OIE para reconhecimento internacional o que abre o comércio para outros países da carne produzida em Roraima. “ Este processo levará ainda cerca de um ano para ocorrer e proporcionará um grande avanço para nossos produtores e para nossa economia”, ressaltou o presidente da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), Vicente Barreto.
 
Para que Roraima obtenha o reconhecimento internacional será criada na próxima semana um Zona de Proteção contra febre Aftosa, na fronteira da Venezuela, para mapear os animais principalmente existentes em áreas indígenas. “ Assinamos um termo de cooperação com a Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), e vamos realizar um trabalho na fronteira com a Venezuela que se encontra em alerta contra a doença”, disse Plácido Alves, Superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Roraima.
 
O rebanho bovino do Estado conta com 784.400 cabeças. Até o dia 30 deste mês, ocorre a 33ª campanha de vacinação contra a febre aftosa e os produtores têm até este prazo para adquirir as doses de vacinas nas casas agropecuárias credenciadas. Até o dia 15 de maio, os produtores devem apresentar a notificação de vacinação junto à Unidade de Defesa Agropecuária (UDA).
 
Enviar comentário:



acompanhe o senador